You are here: Home » Notícias » Inteligência Artificial é bem mais perigosas do que armas Nucleares, falou Musk

Inteligência Artificial é bem mais perigosas do que armas Nucleares, falou Musk

A afirmação do CEO sul-africano, Elon Musk, para quem não conhece, o inventor bilionário da  SpaceX e da Tesla Motors, levantou uma questão que muita gente já manifestou preocupação, nós aqui do mestreandroid, fomos conferir.

O mundo está vivendo meio que uma era de ficção científica, claro que não precisa se alarmar com os perigos de ETs ou outras informações fake que toda hora rondam a web. Mas não deixa de chamar atenção uma declaração feita por um influenciador sobre os rumos que ano futuro a tecnologia pode tomar.

Ao participar de um evento cultural que passou também a abrigar temática de tecnologia, South by Southwest, Elon Musk causou grande surpresa e curiosidade, com revelações bombásticas ao afirmar que no ano de 2022 os planos de chegar ao planeta Marte deve se concretizar.

Não é segredo que os testes, pesquisas e preparativos para que uma viagem a Marte aconteça está em andamento e que pessoas de todo o mundo se inscreveram para a primeira viagem.

Evento South by Southwest, estante da NASA

Inteligência Artificial é bem mais perigosas do que armas Nucleares, falou Musk

A preocupação que Musk demonstrou ter em relação a I.A Inteligência Artificial. Para ele, essa tecnologia tão avançada representa uma força que pode ter efeitos tão mais perigosos do que as tão temidas armas nucleares.

Confira o que ele, o CEO Elon Musk disse;

“Estamos bastante perto da vanguarda da IA e isso me assusta para diabo. Nós temos que descobrir alguma forma de garantir que o advento da super inteligência digital seja simbiótico com a humanidade. Penso que essa é a maior crise existencial que enfrentamos”.

“Anotem minhas palavras. A IA é muito mais perigosa que as armas nucleares.”

“A curto prazo, para ir até Marte é preciso construir uma nave espacial. E estamos fazendo progresso. Estamos fabricando essa primeira nave, a primeira interplanetária até hoje, e acho que poderemos fazer voos curtos e baixo, provavelmente, em algum momento do primeiro semestre do próximo ano”.

==>> Participe do Grupo Whatsapp de Cupons de Desconto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *